segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Estudantes não-japoneses banidos da Maratona Ekiden

Achei este texto na Internet. Pra quem não sabe o canal japonês da Sky (e Net também se não me engano, assim como outras operadoras de TV a cabo), NHK, transmite todo ano no Natal e Ano Novo os Ekiden masculino e feminino. É um evento muito assistido pelo povo japonês

Estudantes não-japoneses banidos da Maratona Ekiden


Há uma nova lei no Japão proibindo os estudantes estrangeiros de correrem o primeiro trecho da martona anual "All Japan High School Ekiden Campeonatos" porque os alunos quenianos têm brilhado tanto na maratona que as corridas perdem o "drama de um final apertado", segundo os organizadores do Ekiden. Equipes com estudantes estrangeiros correndo a primeira etapa da maratona Ekiden tem vencido o "All Japan High School Ekiden Championships" cinco vezes nos últimos 10 anos.

Kazunobu Umemura, diretor executivo da federação, disse à imprensa que "fãs furiosos queixaram-se por ver os estudantes estrangeiros" ganharem uma enorme vantagem sobre os estudantes japoneses. Keisuke Sawaki, diretor da Associação Japonesa de Federações de Atletismo disse que "as diferenças nas capacidades físicas entre alunos japoneses e estrangeiros estão muito além da imaginação."

As regras contra estrangeiros na corrida já eram injustas e tendenciosas antes disto. SDesde 1995, as regras estabelecem o número de estudantes estrangeiros de cada escola que podem entrar na corrida Ekiden. Apenas 20% do total dos corredores estão autorizados a serem estrangeiros. E agora, os estudantes estrangeiros foram banidos completamente da primeira etapa da maratona. Como inseguro e racista faz os Ekiden diretores e seus fãs parecem?

Watanabe, um professor e treinador de educação física de uma escola secundária disse: "A decisão não é boa a partir de um ponto de vista educacional, porque ela pode ser considerada como exclusão dos estudantes estrangeiros." Se você não vai deixar que quenianos ou outros estudantes estrangeiros participem com os outros da sua própria escola secundária, por que deixá-los em todas as escolas em japonês? Acho isso desajustado, injusto e, realmente racista.

4 comentários:

Mayumi disse...

Realmente, isto é racismo! Como vão proibir os estudantes estrangeiros? E dessa maneira, irão ter que proibir, por exemplo, os filhos de decasséguis também, não? Ou serão somente os quenianos? Aposto que se fosse uma Mayumi estrangeira da vida, eles iriam deixar correr para me ver chegar láaaa atrás! Rsrsrs.

Hideaki disse...

E olha que tinha monte de oportunistas, dizendo que o Samuel Wanjiru (que "estudou" no Japão) era "japonês", na época em que ele ganhou o ouro olímpico... Também há o outro lado da moeda a se criticar: o fato das escolas "contratarem" alunos, praticamente apenas para correrem o Ekiden. Algo parecido com o programa de contratação de estagiários estrangeiros que as empresas efetuam, para pagar menos salário.

Valter Ide disse...

Pior que é isso mesmo, se puderem ver o ekiden (feminimo e masculino) poderão comprovar que há muitos "gaijins" (estrangeiros) participando ainda.

João Meixedo disse...

se todas as federações do mundo proibissem atletas japoneses de participar e provas, talvez fosse uma boa ideia...

Meus posts...

Pessoal, eis meus posts.
Como todo blogueiro, peço que me desculpem caso escreva algo que não lhe agradem assim como me ajudem caso falte comentar sobre alguma coisa.
De resto: divirtam-se correndo pelo mundo!!!.