segunda-feira, 8 de junho de 2009

ING New York City Marathon: o que eu acho desta prova...(updated)

Eu ia escrever algo somente sobre o pós-prova mas resolvi mudar e escrever um resumo sobre esta Maratona.
Vamos dividir em antes, durante e depois da prova.

Antes da prova:
  • temos a feira de esportes ou "Health and Fitness Expo" que começa na quinta-feira e termina no sábado. É enorme, costumo dizer que a área total é aproximadamente metade do Centro de Eventos do Anhembí de SP. E desta área, metade é somente para a Asics comercializar seus produtos e produtos licenciados da ING NY City Marathon;
  • junto com a Asics, quem faz a festa dos corredores é a loja de esportes de NY Paragon Sports. Além dela montar pelo menos seis lojas na feira (cada uma para vender algo como relógios Garmin, tênis da coleção passada a US$30 cada, roupas, etc..) ainda distribui folhetos para concorrer a um prêmio e direito a um "lunch" na loja. Este "lunch" tem apenas maçã, banana, bagel, hot-dog, pizza e água. Tudo à vontade. Ah! Ela disponibiliza transporte próprio feira-loja-feira gratuitamente;
  • algumas lojas como a FootLocker do Times Square também vendem produtos Asics da Maratona. A própria Paragon tem alguns produtos lá na sua loja. Portanto, se não encontrar mais aquela blusa da Maratona na feira, tente a Paragon ou FootLocker;
  • há outras marcas como Nike, Mizuno, NewBalance, etc...mas as duas maiores e que mais chamam atenção são Asics e Paragon. E não estranhe se descobrir que a loja em que comprou um Garmin é da Paragon ou mesmo para algum produto da NewBalance. A Paragon domina a feira;
  • ainda na feira, é comum distribuição de brindes (como a pulseira do Lance Armstrong. Em 2006 foi a camiseta da Nike-Armstrong para os corredores que fossem na loja da Nike na 5a Av. e em 2007 foi na Paragon). Pode-se pegar pulseiras com o tempo para cada milha, finalizando no tempo que você espera fazer. Até 2006 existiam os grupos de ritmo com uma pessoa ditando o ritmo específico e na feira pegava-se um Bib (como se fosse um número de corrida) com o tempo do grupo;
  • é na feira que se pega o seu kit de corredor. Tudo bem organizado e na sequência correta (primeiro mostra-se seu comprovante de inscrição, depois pega-se o número de peito, camiseta, ingressos adicionais para o jantar de massas, etc..) sem precisar ir-e-voltar para pegar todo o seu kit. A camiseta insclusive é da Asics e estilo DriFit;
  • também é na feira que se pega o kit para a Corrida da Amizade (Continenal Airlines International Friendship Run) que acontece no sábado de manhã com largada em frente ao prédio da ONU e chegada no Central Park. O kit possui um número de peito e uma camiseta e neste caso não tem como escolher o tamanho e a camiseta é de algodão mesmo. É nesta corrida que os corredores aproveitam para trocar camisetas de corrida. Leve algumas camisetas de corridas do Brasil para trocar alguma camiseta da Itália, Japão, etc..;
  • ainda antes da maratona e no sábado à noite, temos o jantar de massas no Central Park (Tavern on the Green). Começa as 16h30m e vai até as 21hs mas quando chegar lá, vai entender porque começa tão cedo. É porque são pelo menos 38mil corredores e ainda os convites individuais vendidos (US$15 para o jantar de massas e era com direito à festa no domingo à noite) na feira. Neste jantar geralmente são servidos 3 tipos de massas, água, gatorade, cerveja (a Coors é uma das patrocinadoras), refrigerante, etc.. São 2 grandes salões com mesas para 8 pessoas, portanto não se sinta envergonhado em sentar numa mesa com desconhecidos pois este pode ser o único lugar disponível no momento e se não sentar logo pode perdê-lo. Em cada mesa há algumas caixas de massa Barilla (pode pegar e levar), até a saída você vai receber maçãs, mini-cenouras e mais caixas de massa. Na saída mesmo é onde você pode pegar seu copinho de sorvete italiano (mas quem vai pegar sorvete numa tarde/noite fria?! Muita gente...);
  • dependendo do horário você poderá ver a queima de fogos no local que será a chegada da Maratona. Tem acontecido todo ano neste sábdo que antecede a corrida. Basta sair do jantar de massas e seguir para o local da chegada, que fica do lado do local onde é servido o jantar de massas.
Durante a prova:
  • já de manhã, saindo do hotel ou mesmo seguindo para os pontos onde saem os ônibus para a largada em Staten Island, percebe-se o clima de festa que é esta maratona. Se ficar num hotel na região do Times Square, nem precisa procurar pelo caminho basta seguir os grupos (isto vale para a corrida de sábado) e chegará à Biblioteca Central por exemplo;
  • na Biblioteca Central outro sinal da organização (como no jantar de massas onde a fila anda rápido e por mais cheio que esteja o salão sempre haverá um lugar para você) com uma fila única que vai dividindo-se em várias outras para entrada nos vários ônibus que saem de lá e seguem para Staten Island. Lembre-se de ter o Bib (número de peito) à mostra caso contrário não conseguirá entrar nos ônibus;
  • em Staten Island muita gente, corredores e da organização. Torcedor não entra nessa área. Os corredores divididos em 3 grupos e dentro destes há divisão por tempo de finalização. Agora eles criaram as "ondas" para separar um pouco os corredores e não criar tumulto na largada e nos primeiros km's. Neste local é onde o corredor terá o seu "breakfast" (café-da-manhã) com direito a café, bagel, frutas, água, etc...tudo a vontade, assim como os vários banheiros (limpos a todo momento);
  • você pode ir agasalhado (e deve pois geralmente é bem frio) e se qguentar, guardar a blusa no guarda-volumes antes de correr. Muita gente fica com a blusa até a largada, outros correm boa parte ou até mesmo terminam agasalhados tamanho é o frio. O s que tiram a blusa na largada ou durante o trajeto, apenas jogam na rua ou nas calçadas. Tudo que for largado (as blusas, calças, luvas, etc..) será doado para instituições de caridade. Mas é comum muita gente usar e largar blusas um pouco velhas. Portanto se está pensando em correr em NY, guarde aquela blusa velha para largar para doação;
  • no local da concentração não tem cadeira e muito menos sofá. Senta-se no chão mesmo. Prá não passar frio, leve um cobertor velho, toalha velha ou mesmo um saco plástico. Use-o para forrar o chão e sentar em cima assim pelo menos se sentirá um pouco aquecido;
  • depois da largada é só festa! Correr pela ponte Verrazano-Narrows Bridge (onde o Rio Hudson desemboca no mar e que liga Staten Island ao Brooklin) para "cair" no Brooklin, subir para o Queens, atravessar a Queensboro Bridge (sobre o East River) e chegar em Manhattan (aquí você pode aproveitar da distribuição de PowerGel na milha 18), subir para o Bronx e voltar pra Manhattan onde terminamos no Central Park. Água e Gatorade muito bem distribuídos durante as milhas. Tudo isso passando por pontos no Brooklin onde há muitos grupos musicais (inclusive um de samba) e grupos gospel, pela 1st Av assim que entrar em Manhattan onde você vai sentir o calor do público assistindo e torcendo. Mesmo sentimento você terá quando estiver se aproximando do Central Park. E se estiver correndo com seu nome na camiseta, pode ouvir algo como "Go ! Go!" (Vai ! Vai!);
  • e antes que eu esqueça de novo: tem muitos banheiros no trajeto. Tanto para a localização dos banheiros (afinal correr por pelo menos 3hs sem ir ao banheiro é demais) como dos postos de água e/ou gatorade consulte o manual do corredor.

Após a prova temos alguns "prêmios" como por exemplo:
  • no domingo após terminar a maratona, o corredor pode andar de metrô sem pagar apenas mostrando a medalha;
  • e que tal passar na AppleStore e usar um dos vários mac disponíveis (ou mesmo usar a rede WiFi deles) pra enviar alguma mensagem para o pessoal do Brasil?! É de graça mesmo, a Apple libera o uso dos Mac's da loja assim como da rede WiFi;
  • no domingo ainda alguns restaurantes oferecem algo grátis para os corredores que comparecerem com a medalha. eu tinha visto algo sobre um restaurante oferecer algum prato grátis para os corredores mas não encontrei o artigo. O que eu encontrei foi este outro restaurante que oferece uma taça de "champagne" para os corredores que aparecem com a medalha da Maratona ( Seppi's, 123 west 56th Street, New York City ) e nem precisam se preocupar em pedir a taça pois o dono do local é corredor ( terminou a de 1994 em 3h53min ) e ele fica na cozinha de olho na porta de entrada para saudar os corredores.
  • na segunda-feira vale a pena ir ao Tavern on the Green novamente para comprar alguns souvenirs como a camiseta de finisher (tem o boné também) e produtos que "sobraram" da feira, mas o principal é para gravar seu nome e tempo na medalha. Tem um custo (não me lembro o valor exato mas podemos dizer que "não tem preço" update: a Mayumi acabou de escrever que o valor para gravar na medalha é US$20 mas como eu disse "não tem preço" ter uma medalha da ING New York City Marathon com seu nome e tempo gravados) mas vale a pena;
  • outro ponto que lembrei desta "feira" no Tavern na segunda-feira é que você corre o risco de ver a campeã e o campeão da Maratona. Em 2007 pude ver de perto o Martin Lel e a Paula Radcliffe que passaram por lá;
  • uma das coisas legais para se fazer neste dia é comprar o jornal The New York Times (nas bancas ou no Tavern on the Green quando for gravar a medalha, bem lembrado Mayumi) para ver o caderno com o resultado da Maratona;
  • ainda na segunda-feira, alguns museus podem liberar a entrada para os corredores que comparecerem com a medalha;
  • durante a semana é comum os corredores andarem com a medalha pendurada no pescoço e com isso receberem elogios e parabéns (como "congratulations!", "Good work!");
  • uma coisa legal de comprar depois de correr é o DVD da Maratona com as suas imagens. O DVD possui imagens desde a largada e para cada ponto ( 5, 10, 15, 21, 25, 30, 35 e 42k) há uma imagem capturada por uma camêra bem no momento em que você estiver passando por lá. Para que você não tenha problema, é bom assegurar-se que seu chip está bem preso pois em cada ponto destes há um tapete e é por ele que eles conseguem montar as suas imagens no DVD.

4 comentários:

Mayumi disse...

Nossa, quanta informação! Rs. nem me lembrava mais de tanto detalhe! Mas, o valor da gravação da medalha, eu lembro! Rsrsrs. Foram US$ 20,00. E lá, onde a gente vai gravar a medalha, eles vendem também o New York Times (jornal), no qual sai a lista dos maratonistas que completaram a prova em até 05:00! Ah, um dia ainda corro esta de novo! Rs. Boa sorte na deste ano!

Valter Ide disse...

Mayumi,

Já atualizei o post com seus comentários...grato!

Jorge disse...

---------\\\\|/---------
--------(@@)-------
-o--oO--(_)--Ooo-
Valter meu amigo, mais uma vez parabéns pelas excelentes dicas postadas aqui, cara tu sabe de tudo sobre a Maratona de Nova Iorque, vc é especialista no assunto hein...Showww...Vc tá que nem o Fábio Namiuti, tem uma boa memória, se algum dia eu for correr essa Maratona, com certeza virei aqui para me atualizar sobre essa fabulosa corrida.
Desejo a vc amigo uma boa semaan e bons treinos.
Um abraço,

Jorge Cerqueira
www.jmaratona.blogspot.com

Ricardo Hoffmann disse...

Valter, post sensacional. Imperdível para quem for correr a prova. Parabéns! E obrigado.

Meus posts...

Pessoal, eis meus posts.
Como todo blogueiro, peço que me desculpem caso escreva algo que não lhe agradem assim como me ajudem caso falte comentar sobre alguma coisa.
De resto: divirtam-se correndo pelo mundo!!!.